Apresentações culturais marcam início da Semana de Estudos Afro-Brasileiros em Campina Grande

A Secretaria Municipal de Educação (Seduc) iniciou nesta quarta-feira, 14, a Semana de Estudos Afro-Brasileiros em Campina Grande. A solenidade de abertura do evento aconteceu na Escola Municipal Manoel Francisco da Motta com apresentações culturais e exposições de trabalhos realizados pelos alunos.

Os estudos estão sendo realizados no Sistema Municipal de Ensino em cumprimento às leis federais 10.639/03 e 11.645/08, como também à lei municipal 5.337/13, que estabelece a Semana Municipal da Consciência Negra em Campina Grande.

As atividades foram iniciadas com uma apresentação de capoeira, através do projeto Capoeira nas Escolas, que está presente em todas as escolas do município, em parceria com o Instituto Alpargatas e representa uma importante ação de valorização da cultura de raízes africanas.

Em seguida, os alunos da Escola Municipal Presidente Kennedy realizaram uma apresentação de dança baseada na lenda africana “Galinha de Angola”. A programação teve ainda a dança da “Pérola Negra”, que retratou o contexto histórico da mulher negra na sociedade e serviu para que os alunos aprendessem mais sobre o tema de uma forma lúdica.

Foi o caso da aluna do 4º ano da Escola Manoel Francisco da Motta, Sara Dantas, 10 anos, que revelou ter passado por uma série de atividades teóricas antes do dia da apresentação. “A gente já tinha se apresentado em outra mostra e, antes de tudo, nossa turma estudou a biografia de Aroldo Macedo e Osvaldo Faustino, dois grandes autores que trabalham a literatura Afro-Brasileira”, frisou.

Para a coordenadora de educação da Seduc, Izabel Veiga, a Semana de Estudos Afro-Brasileiros representa a culminância de uma série de ações que vinham sendo desenvolvidas na Rede de Ensino ao longo do ano. “Que essa Semana de Estudos nos traga a reflexão de que somos todos iguais e que o preconceito saia de uma vez por todas do nosso caminho”, pontuou.

Na programação da Semana de Estudos Afro-Brasileiros ainda estão previstas outras atividades, como a exposição fotográfica itinerante “Paraíba Negra Mulheres de Quilombo”, que vai percorrer escolas municipais de Campina Grande. Além disso, também está prevista a Exposição do Projeto: “Luz Negra: Oficinas de fotografia sobre a Cultura Afro-Brasileira na Rede Pública Municipal de Educação de Campina Grande”, do professor Rostand de Albuquerque Melo, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO