Campina Grande receberá na próxima quinta-feira representante da Organização Internacional do Trabalho

Campina Grande receberá na próxima quinta-feira, 21, um representante da Organização Internacional do Trabalho (OIT). O representante estará em Campina Grande para conhecer a exitosa Ação Intersetorial de Combate à Exploração do Trabalho Infantil, coordenada pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria da Assistência Social (Semas) em parceria com Ministério Público Federal do Trabalho e outras instituições que formam a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente.

O gestor de Projetos da OIT, José Ribeiro, estará em Campina Grande para conhecer a sede da Ação Intersetorial, localizada no Parque Povo, no prédio do Centro Cultural. O horário previsto para sua chegada ao Parque do Povo e visita a sede da Ação Intersetorial será às 20h, ainda da quinta-feira, 21. Ribeiro será recebido pelos representantes da Prefeitura de Campina Grande e das instituições parceiras da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente.

Na visita, ele deverá conhecer as dependências do Parque do Povo e o trabalho de campo desempenhado pelos técnicos sociais da Semas. O intuito é viabilizar a metodologia aplicada pela organização em grandes eventos mundiais, como a Copa do Mundo de Futebol, Carnaval de Salvador e o Círio de Nazaré.

A OIT foi fundada em 1919 para promover a justiça social e é a única agência das Nações Unidas que possui estrutura tripartite, na qual representantes de governos, de organizações de empregadores e de trabalhadores de 187 Estados-membros  participam em situação de igualdade das diversas instâncias da Organização.

A OIT possui uma representação no Brasil, desde a década de 1950, com programas e atividades que refletem os objetivos da Organização ao longo de sua história. Além da promoção permanente das normas internacionais do trabalho, do emprego, da melhoria das condições de trabalho e da ampliação da proteção social, a atuação da OIT no Brasil se caracteriza pelo apoio ao esforço nacional de promoção do trabalho decente.

Segundo Úelma Alexandre, diretora da Proteção Especializada da Secretaria Municipal da Assistência Social, desde 2014 o projeto gera grande redução no número de exploração sexual e trabalho infantil durante a festa junina, o que chamou a atenção da Agência das Nações Unidas.

“Na edição do ano passado, da ação intersetorial, houve uma redução de quase 80% de situação de exploração sexual e trabalho infantil no interior do Parque do Povo”, destacou a diretora.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO