Centro de Especialidades Médicas do Hospital Pedro I realizará 5 mil consultas por mês

centro_especializado_pedro_IPara diminuir o tempo de espera na realização de consultas médicas, a Prefeitura de Campina Grande vai implantar mais uma unidade especializada para atendimento aos usuários da rede municipal de saúde.

O serviço, que será chamado de Centro de Especialidades Médicas, deverá ser inaugurado até o próximo mês de outubro e vai funcionar num prédio anexo do Hospital Municipal Pedro I. A estrutura do local, que já está em fase de acabamento, contará com oito consultórios, além de recepção e banheiros.

O novo serviço terá capacidade para oferecer até cinco mil consultas por mês. Inicialmente, serão realizados atendimentos nas especialidades de pneumologia, neurologia, endocrinologia, ortopedia, dermatologia, otorrino e gastroenterologia.

Além das consultas, no local ainda serão realizadas cirurgias simples, como remoção de verrugas, sinais e pontos cirúrgicos e até mesmo procedimentos básicos para tratamento de câncer de pele.

De acordo com a secretária municipal de saúde, Luzia Pinto, a implantação do Centro de Especialidades Médicas faz parte de uma série de estratégias da Prefeitura para garantir o direito dos usuários do SUS às consultas especializadas.

Ela informou ainda que os atendimentos no novo serviço serão feitos em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande – FCM e deverão ser referenciados pelas Unidades Básicas de Saúde – UBS.

“A garantia do acesso aos serviços de saúde especializados, sobretudo de forma descentralizada, é uma política pública que já se tornou marca da gestão do prefeito Romero Rodrigues. Além do Centro de Especialidades Médicas do Pedro I, ainda contaremos este ano com uma nova policlínica na Zona Leste da cidade, que também realizará consultas em diversas especialidades”, informou a secretária.

Eficiência – Segundo dados da Central de Marcação de Exames e Consultas da Secretaria de Saúde, em média são realizados 13.460 consultas e 14.350 exames por mês no município. Somente no Centro de Imagens do Hospital Municipal Pedro I, de janeiro a junho deste ano, foram realizados, quase 26 mil procedimentos, entre eletrocardiograma, encefalograma, espirometria, endoscopia, mamografia, punção aspirativa, raio-x, tomografia e ultrassonografia.

“Mesmo com a dificuldade do subfinanciamento das ações de saúde no país e com a escassez de médicos em algumas especialidades, estamos conseguindo ampliar significativamente o acesso aos serviços. Isso só está sendo possível porque o prefeito Romero Rodrigues adotou medidas para tornar eficiente o uso dos recursos públicos na execução de políticas que garantissem essas demandas”, avaliou Luzia Pinto.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO