Escola municipal vira modelo de projeto de Educação Integral em Pernambuco

Os resultados da experiência de Educação Integral desenvolvida pela Secretaria de Educação de Campina Grande (Seduc) na Escola Leonardo Viturino, no bairro do Pedregal, atraíram a atenção de gestores e professores de Pernambuco. A escola recebeu nesta sexta-feira, 24 de abril, 42 educadores do município de Carpina-PE, interessados em conhecer o Projeto Educação pela Cultura, desenvolvido através da parceria entre a Seduc e o Instituto Alpargatas.

O objetivo do encontro foi promover a troca de experiências entre os educadores dos dois municípios, visando difundir a metodologia adotada pela Escola Leonardo Viturino para contribuir com o processo de adoção do projeto em Carpina-PE. Além do intercâmbio, os visitantes prestigiaram as apresentações artísticas desenvolvidas pelos estudantes, com coral, roda de capoeira, ciranda, banda marcial e a encenação de uma peça teatral. A cultura afro-indígena foi o destaque nas apresentações.

A Secretária de Educação de Campina Grande, professora Iolanda Barbosa, destacou o empenho e dedicação de toda a equipa da escola para o êxito do projeto. “A experiência da Escola Leonardo Viturino tem sido nosso modelo de educação integral. Todos da escola participam da gestão e o resultado está na felicidade dessas crianças. Espero que com nossa experiência possamos contribuir para a implantação deste modelo na cidade de vocês”, disse Iolanda aos visitantes. Durante o intercâmbio, Iolanda anunciou que as obra de cobertura da quadra da escola começam no segundo semestre.

Já a secretária de Educação de Carpina, Edvânia Arcanjo, garantiu que a experiência de Campina Grande servirá como base para o projeto. “Trouxemos os gestores de todas as nossas 29 escolas para conhecer esse projeto encantador. O que nos chamou a atenção foi a disciplina e a alegria das crianças. Nos demonstrou que é possível fazer algo assim em nossa cidade”, afirmou. Os gestores de todas as 29 escolas de Carpina, além da equipe técnica da secretaria de educação, participaram do intercâmbio.

O diretor do Instituto Alpargatas, Berivaldo Araújo, anunciou que vai divulgar os resultados da Escola para outros estados. “Vamos expandir essa iniciativa. Vamos levar os gestores da Leonado Viturino para outros estados, a exemplo de Montes Claros-MG. Se a gente consegue fazer numa comunidade em situação de risco, poderemos fazer em qualquer lugar”, avaliou.

As escolas Leonardo Viturino e Maria Salomé, no distrito de São José da Mata, foram as primeiras de Campina Grande a desenvolverem o projeto Educação Pela Cultura. Atualmente o projeto atende ao todo 10 escolas da Rede Municipal. O Instituto Alpargatas também é parceiro da Seduc na implantação do projeto “Circuito Integrado de Educação”, desenvolvido em mais quatro escolas municipais.

SEMINÀRIO

Em maio, Campina Grande volta a receber gestores e educadores de Pernambuco durante o I Seminário de Educação Integral. O evento acontece de 04 a 06 de maio no Centro de Formação de Professores, nas Malvinas. Na programação haverá o intercâmbio com educadores dos municípios de Recife e Jaboatão dos Guararapes. A expectativa é reunir 500 participantes durante todo o seminário.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO