Escolas de Campina Grande são selecionadas para etapa nacional da Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

Duas escolas do Sistema Municipal de Ensino de Campina Grande vão integrar a delegação que vai representar o estado da Paraíba na última etapa da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA), promovida pelos ministérios da Educação e do Meio Ambiente, que este ano tem como tema “Vamos Cuidar do Brasil Cuidando das Águas”.

A seleção das 17 escolas que integrarão a delegação paraibana foi realizada na etapa estadual da Conferência, promovida nesta quarta e quinta-feira em João Pessoa. As selecionadas de Campina Grande foram as escolas municipais CEAI Governador Antônio Mariz e CEAI Elpídio de Almeida. Além delas, também representaram a cidade na etapa estadual da CNIJMA as escolas municipais Doutor Chateaubriand e Lions Prata.

No caso do CEAI Governador Antônio Mariz, o projeto selecionado foi “A Confecção e o Uso de Calhas Pet na Preservação do Meio Ambiente”, apresentado no evento pelo representante da escola, o aluno João Victor Silveira, do 8º ano. Já o CEAI Elpídio de Almeida, representado na Conferência pela aluna Jhenifer Karoline Araújo, do 7º ano, apresentou o projeto “Racionando Água em Casa e na Escola”.

De acordo com a coordenadora de Educação Ambiental da Seduc, Robênia Nunes, o resultado reflete a consistência do trabalho realizado pelas escolas que, independentemente das ações da Conferência, já trabalhavam as questões relacionadas ao meio ambiente no cotidiano dos alunos, despertando neles o interesse pelos princípios da sustentabilidade.

“A Conferência veio para despertar ainda mais nos alunos o interesse pelas causas ambientais, fazendo com que as lições aprendidas no cotidiano escolar se transformassem também em atitudes concretas desenvolvidas pelos estudantes em suas comunidades”, pontuou.

A Conferência

Voltada para alunos dos anos finais do Ensino Fundamental, na faixa etária entre 11 e 14 anos, a Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA) incentiva os jovens a desenvolverem projetos e pesquisas que proporcionem uma reflexão sobre a temática socioambiental, considerando seus desafios e alternativas, no âmbito da escola e em seu entorno.

Para chegar à etapa nacional é preciso, inicialmente, promover na própria escola a primeira fase da Conferência, onde grupos de alunos apresentam para a comunidade projetos referentes ao tema geral. Nessa etapa, incentivando o protagonismo juvenil, são os próprios estudantes que votam para escolher o melhor projeto da escola.

Em seguida, na etapa municipal, são escolhidas as escolas com os melhores projetos para representar a cidade na Conferência Estadual. Finalizadas as três etapas, as escolas e trabalhos selecionados seguem agora para a última fase, que será realizada em Brasília de 15 a 19 de junho.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO