Gestantes visitam e conhecem maternidades antes do parto

gestantes_conhecem_iseaToda mulher fica bastante ansiosa à medida que o dia de dar à luz um filho vai se aproximando, afinal se trata de um momento mágico e muito importante.

Pensando nisso, a Secretaria de Saúde de Campina Grande iniciou no ano passado o projeto Visita Prévia, que consiste na ida das gestantes às maternidades para conhecer o local onde o parto será feito e o filho vai nascer.

A ideia faz parte da Rede Cegonha, que pretende humanizar o atendimento às gestantes e o nascimento dos bebês. Maria Carolina dos Santos tem 18 anos e estava grávida pela primeira vez.

O acompanhamento médico dela foi feito na Unidade Básica de Saúde do Monte Castelo e Carol visitou o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida – Isea, onde se sagrou mãe antes do parto.

“Foi ótimo porque fiquei sabendo antes como seria tudo bem direitinho, desde a entrega dos papéis que são exigidos até como seria o parto mesmo em si. Quando fui para dar à luz estava tranquila”, revelou.

As gestantes são acompanhadas nas próprias Unidades Básicas de Saúde, fazendo o pré-natal completo. Cada Unidade, de acordo com a região do seu Distrito Sanitário, envia as mulheres para uma maternidade diferente, aquela mais próxima.

Na entrada das UBS existem cartazes indicando qual é a maternidade de referência daquela unidade, informação que também consta no Cartão da Gestante.

“Essa ideia visa diminuir as distâncias e dificuldades para as mães e facilitar o processo de gravidez”, explicou a Coordenadora da Rede em Serviço Social, Francisca Eugênia Bernardino.

Cada Unidade Básica de Saúde agenda as visitas às maternidades e as futuras mamães vão em um carro da Secretaria de Saúde conhecer o local onde gerarão seus filhos.

No espaço, profissionais dão todas as orientações sobre os procedimentos pelos quais elas passarão, tiram dúvidas e explicam as questões médicas e administrativas. Nesta segunda-feira, 24, gestantes da UBS Liberdade III foram levadas para conhecer a Clipsi, as dependências e as questões técnicas no dia do parto.

Em 2015 a Secretaria pretende alcançar 500 mulheres com o programa. Além dessa ação, as maternidades também contam com doulas, pessoas capacitadas para acompanhar as gestantes, passar dicas sobre como elas devem agir durante o parto para ajudar no procedimento e dar apoio no momento do nascimento do filho.

“Temos um olhar especial e cuidadoso na rede de ações para com as gestantes, por isso, realizamos também as semanas do Bebê e recentemente da Amamentação, que discutem as melhorias dos nossos serviços para as mães e os filhos e que orientam as mulheres sobre cuidados com os bebês”, pontuou a Secretária de Saúde do município, Luzia Pinto.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO