Implantação de escola bilíngue e efetivação do piso do magistério marcam os 100 dias da nova gestão

Romero_projeto_professores_2017Compromisso com a efetivação do direito de aprender de crianças e adolescentes e com a valorização dos profissionais da Educação. São esses dois pilares que têm norteado as ações da nova gestão do prefeito Romero Rodrigues na área de Educação, assim como ocorreu em seu primeiro governo. Com o compromisso de fazer um segundo mandato ainda melhor que o anterior, em apenas 100 dias da nova gestão o prefeito já implantou a primeira escola pública bilíngue de Campina Grande, garantiu o pagamento, com data retroativa a janeiro, do piso nacional do magistério e entregou novos equipamentos para as escolas e creches da Rede Municipal de Ensino.

Foi seguindo a recomendação do prefeito, de fazer mais pela população campinense com o mínimo de recursos, que a Secretaria de Educação do Município (Seduc) conseguiu implantar, em poucos meses, a primeira escola bilíngue a funcionar em tempo integral em redes municipais do Nordeste.

Com quase 200 alunos matriculados, a Escola Municipal Estudante Leonardo Vitorino Guimarães, localizada no bairro do Pedregal, já apresenta resultados satisfatórios em pouco mais de dois meses de funcionamento. Nessa primeira etapa do projeto pedagógico da modalidade bilíngue, elaborado pela Seduc, as crianças estão tendo o primeiro contato com a Língua Inglesa através de atividades lúdicas como música, educação artística e informática, além da sinalização dos espaços do prédio para facilitar a incorporação do segundo idioma.

A partir da experiência no bairro do Pedregal, a intenção do prefeito é implantar uma nova escola bilíngue por ano na Rede Municipal de Ensino até o final de seu mandato, em 2020.

Reafirmando seu compromisso com a valorização do servidor público municipal, Romero também efetivou o reajuste do piso nacional do magistério, de 7,64%, retroativo ao mês de janeiro.

A medida, que representará um impacto de R$ 600 mil na folha mensal da Educação, só foi possível graças ao equilíbrio fiscal conquistado pela gestão municipal, além de fatores como a sinalização positiva de aumento de receitas, a exemplo do que vem sendo demonstrando pelo pagamento do IPTU deste ano. O retroativo do piso referente aos meses de janeiro e fevereiro já foi pago na folha de março, o que demandou o repasse de R$ 1,8 milhão para a Secretaria de Educação.

Outra ação importante da Seduc que marcou o início do ano letivo de 2017 foi a matrícula, na Rede Municipal, de crianças com microcefalia. Após um cuidadoso e intenso trabalho de preparação das creches e formação de professores e cuidadores, quatro bebês que nasceram com a malformação estão dando os seus primeiros passos na Educação Infantil.

Durante a permanência nas quatro creches em que estão matriculadas, as crianças têm todos os seus direitos garantidos. Elas são acompanhadas em tempo integral por cuidadores, que além de auxiliar os professores nas atividades de rotina também realizam atividades complementares com as crianças, utilizando os kits de estimulação sensorial oferecidos pelo projeto Redes de Inclusão, idealizado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em conjunto com diversos parceiros, entre eles a Prefeitura de Campina Grande.

Ao falar sobre o primeiro trimestre da gestão municipal, a secretária de Educação, Iolanda Barbosa, destacou, entre outras conquistas, o crescimento das matrículas na Rede Municipal para o ano letivo de 2017, expansão que, segundo ela, simboliza o compromisso da Prefeitura com a efetivação do direito à educação.

“O nosso dever é garantir o acesso, a permanência e a progressão de crianças e adolescentes. Só no campo do acesso, conseguimos aumentar, de 30 para 34 mil, o número de alunos matriculados entre 2016 e 2017; ampliamos para 93% a taxa de cobertura da pré-escola (alunos de 4 e 5 cinco anos) e continuamos realizando a busca ativa de crianças e adolescentes fora da escola, além de outras ações para permanência e progressão de nossos alunos”, pontuou.

NOVOS EQUIPAMENTOS – Mantendo o ritmo de trabalho, o prefeito entregou recentemente cinco novos ônibus para reforçar o transporte escolar na zona rural e nos distritos de Campina. A aquisição dos novos veículos representa o fim da necessidade de contratação de empresas privadas para complementar as rotas sob responsabilidade da gestão municipal.

Também foram entregues quase três mil novas carteiras escolares para atender alunos da Educação Infantil e dos anos finais do Ensino Fundamental, além de 700 conjuntos compostos por mesa e quatro cadeiras para as creches da Rede.

Com essa aquisição, a gestão de Romero atingiu o patamar de 100% de renovação do mobiliário da Rede Municipal de Ensino, já que em seu primeiro mandato o prefeito substituiu todas as carteiras destinadas aos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental, proporcionando mais conforto aos estudantes do município.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO