vacina_hpv

Mais de 3 mil meninas receberam a segunda dose da vacina contra o HPV

vacina_hpvA Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Campina Grande vacinou com a segunda dose do HPV 31,78% das meninas que haviam tomado a primeira dose, o que corresponde a 3.017 meninas com idades entre 11 e 13 anos. A campanha de vacinação da segunda dose contra o Papilomavírus Humano (HPV) vai até o início de 2015.

As vacinas estão sendo disponibilizadas nas 80 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos oito Centros de Saúde do Município. “As meninas que se vacinaram com a primeira dose receberam a imunização nas escolas, agora, seis meses depois, elas têm que ir até as unidades para receber a segunda dose”, explicou a coordenadora de Imunização, Miralva Cruz.

A meta da Secretaria é vacinar nesta segunda etapa 80% das jovens que se vacinaram na primeira. Até agora, pouco menos de um terço deste total (31,78%) se vacinou. “Talvez os pais estejam com algum receio por causa da circulação da informação de que a vacina provoca efeitos, mas não tivemos na primeira fase a apresentação de nenhuma aversão à vacina, ou seja, os pais devem ficar mais tranquilos e levar as filhas para a vacinação”, esclareceu Miralva.

Desde setembro, foram imunizadas com a segunda dose 958 meninas de 11 anos, 993 de 12 e 1.066 de 13 anos. O HPV é o causador do desenvolvimento de 70% dos casos de câncer de colo uterino, de acordo com o Ministério da Saúde. Em Campina Grande, em 2013 foram registrados 39 casos do câncer e em 2014 já foram 34 até setembro. Ele é o segundo maior causador de mortes por câncer entre mulheres na cidade, ficando atrás apenas do câncer de mama.

O HPV é um grupo de vírus que engloba inúmeros outros e que pode ser responsável por várias doenças. É predominantemente transmitido através da relação sexual, mas há outras formas de transmissão. “Esta questão da transmissão através da relação também inibe que os pais autorizem a vacina porque eles alegam que a filha não tem vida sexual, mas a prevenção é para longo prazo e pensando o futuro”, explicou a diretora de Atenção à Saúde, Giovanna Cordeiro.

Para se vacinar, os pais devem levar o cartão de vacinação. A terceira dose para completar o ciclo de imunização em cada pessoa é aplicada após cinco anos da segunda. Mesmo já tendo passado a campanha de vacinação da primeira dose, a vacina entrou no calendário anual e qualquer menina que complete 11 anos de idade poderá ser imunizada iniciando este ciclo, bastando ir à unidade acompanhada do responsável.

PRIMEIRA DOSE – Na primeira fase da campanha, entre março e agosto de 2014, foram imunizadas 7.562 meninas, o que representa 80,2% da população feminina campinense entre 11 e 13 anos de idade. De 3.266 meninas de 11 anos, 2.478 se vacinaram; de 3.335 de 12 anos, 2.584 se imunizaram e de 2.818 de 13 anos, 2.500 se vacinaram.

Print Friendly
PDF Creator    Enviar artigo em PDF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO