Memorial do Maior São João do Mundo está com suas portas abertas recebendo visitantes de todo país

Clea Cordeiro, idealizadora e coordenadora do Memorial do São João de Campina Grande
O Memorial é o local ideal para quem quer conhecer a evolução histórica do Maior São João do mundo. O espaço funciona na Rua Tiradentes, 165, no centro, a poucos metros de distância do Parque do Povo, onde acontece a programação principal do São João campinense, consagrado como a mais importante festa popular do interior do Brasil.

De acordo com Cléa Cordeiro, idealizadora e coordenadora do Memorial, no local é possível ter acesso a fotografias de artistas da terra, quadrilhas juninas, matérias jornalísticas impressas, cartazes de divulgação do evento e folders contendo a programação, que contam a história do Maior São João do Mundo, que começou em 1983, em uma palhoça, exatamente no mesmo local onde hoje funciona o Parque do Povo, construído e inaugurado em 1986 na gestão do saudoso prefeito Ronaldo Cunha Lima.
No acervo do Memorial – por sinal vastíssimo – o visitante pode ver fotos da construção da Pirâmide como também depois dela construída, as imagens dos muitos espetáculos que o tradicional espaço de eventos juninos já recebeu. É possível ter acesso a diversas curiosidades, a exemplo do fato de que, em 1987, o São João de Campina Grande já passou a fazer parte do calendário oficial da EMBRATUR – Empresa Brasileira de Turismo.

O Memorial do Maior São João do Mundo conta com vários espaços lúdicos. No primeiro, está reservado todo o material relativo ao início do São João, de 1983 até os dias atuais. Seguindo a visita, encontramos um espaço destinado aos Santos Juninos, onde se encontra expostos imagens e banners contando a história de São João, assim como outras peças que despertam a curiosidade do visitante. No memorial também há um espaço lembrando uma casa caipira, com milharal onde o visitante pode fazer um registro do momento único, e até utilizar adereços juninos disponibilizados pela direção do memorial para o visitante entrar em clima de São João.

Por conta do seu rico acervo, o Memorial oferece subsídios aos estudiosos interessados em saber a origem da festa e a sua grandiosidade que já extrapolou todas as fronteiras.

Embora disponha de um vasto acervo, o Memorial permanece aberto a doações que possam enriquecer ainda mais a história do Maior São João do Mundo.
A visitação ao local acontecerá até o encerramento do evento junino, sempre das 16h às 22h.
Fonte: Coidecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO