Ministro é recebido por Romero e aplaude ações da Prefeitura de Campina Grande pelo Programa Criança Feliz

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, esteve em Campina Grande nesta sexta-feira, 25, para um encontro com visitadores e supervisores do Criança Feliz no Estado, que é referência nacional na execução deste programa. Com mais de 25 mil pessoas atendidas em 170 municípios, a Paraíba superou as metas de atendimento previstas na adesão. Ele foi recebido pelo prefeito Romero Rodrigues e por outras autoridades municipais.

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o programa Criança Feliz promove visitas domiciliares semanais de profissionais capacitados. Eles atendem gestantes e crianças de até três anos que recebem o Bolsa Família e crianças de até seis anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou que estão afastadas do convívio familiar por medidas protetivas.

No encontro, realizado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Três Irmãs, Alberto Beltrame falou à equipe sobre os recentes resultados positivos do Criança Feliz. Segunde ele, a Paraíba é o segundo estado com maior número de visitas já registradas – 432.945 – ficando atrás apenas da Bahia, com 485.381.

Além do prefeito Romero Rodrigues, estiveram presentes ao encontro a primeira-dama Micheline Rodrigues; os secretários Maésio Tavares (Semas) e Iolanda Barbosa (Educação); Hércules Lafitte (coordenador do Sine), deputada estadual Eva Gouveia, vereador Marinaldo Cardoso e outras autoridades.

Durante a visita, a ex-secretária da Semas, Eva Gouveia, teve o seu trabalho reconhecido pelo ministro e também pelo prefeito campinense, que apontaram o seu esforço em viabilizar o Criança Feliz e outros programas sociais em Campina Grande, com avanços significativos.

Elogios à PMCG

Alberto Beltrame destacou o grau de excelência do programa na cidade, elogiando o empenho do prefeito Romero Rodrigues em oferecer o máximo de condições para o desenvolvimento deste tipo de ação social. O município aderiu ao programa em janeiro de 2017. Atualmente, conta com mais de mil crianças sendo atendidas.

“Esse resultado mostra o comprometimento e o esforço dos profissionais envolvidos no programa aqui na Paraíba e viemos conhecer esse trabalho, especialmente em Campina Grande, onde milhares de pessoas carentes, especialmente crianças, vem recebendo o máximo de atenção social. Tal esforço possibilita dignidade a este segmento social, tendo sido isto constatado pessoalmente pela nossa equipe na visita a Campina Grande”, ressaltou o ministro.

Por sua vez, o prefeito Romero Rodrigues avaliou que o ministro veio à cidade para uma visita eminentemente técnica, mesmo porque a cidade se transformou num modelo por cumprir a todas as metas do programa.

“Aqui temos mil famílias assistidas, das quais em torno de 820 também atendidas pelo programa Bolsa Família e o restando com o programa de bolsa de ação continuada, além de assistência a mais de cem gestantes, mediante o acompanhamento do pré-natal. Com isso, beneficiamos a primeira infância com ações integradas, como saúde e assistência social, tudo visando a inclusão destas pessoas carentes”, destacou Romero.

Impacto positivo do Bolsa Família

Ainda em Campina Grande, o ministro falou sobre outros programas sociais, como o Bolsa Família, com foco especial no impacto que o reajuste no valor do benefício médio vai gerar aos beneficiários e à economia do Estado. “Para que possamos mensurar nossos avanços nos últimos dois anos, precisamos de um olhar global sobre todos os nossos programas”, defendeu.

O valor do benefício médio do Bolsa Família será reajustado em 5,67% e, no estado da Paraíba, o incremento representa uma suplementação prevista de R$ 4,8 milhões a mais, por mês, na folha de pagamento do programa. Até o fim do ano, o reajuste destinará cerca de R$ 28,8 milhões a mais às famílias paraibanas beneficiárias do programa. Os novos valores passam a valer a partir de julho.

Em Campina Grande, o programa atende 25.348 famílias e o incremento terá impacto de R$ 1,4 milhão ao mês. Até o fim do ano, serão mais R$ 8,4 milhões repassados aos beneficiários da cidade.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO