Pedro I realiza mais de 11 mil exames de imagem e mais de 5 mil consultas no 1º semestre

O Hospital Municipal Pedro I é referência em exames de imagem na Paraíba. De janeiro a junho deste ano foram realizados 11.383 exames na unidade hospitalar. O local também conta com o Pedro I Especialidades, que realizou 5.497 consultas com especialistas no 1º semestre. No total, 17.426 procedimentos foram executados de janeiro a junho no hospital.

Do total de exames de imagem, a grande maioria foi de raio-x, seguido de mamografia e endoscopia. Os números são possíveis em função da compra de equipamentos novos desde 2013, quando o hospital foi municipalizado. A Prefeitura de Campina Grande adquiriu um novo tomógrafo e um novo mamógrafo e deu início aos exames de raio-x e ultrassonografia. A unidade também realiza ecocardiograma, eletrocardiograma, espirometria, eletroneurografia, punção aspirativa e colonoscopia.

Entre as consultas, a maioria foi na especialidade de ginecologia, mas também foram feitas consultas com cardiologista, anestesista, cirurgião geral e pediátrico, mastologista, otorrinolaringologista, urologista e médico vascular. O Pedro I Especialidades é uma parceria firmada entre a Prefeitura e a Unifacisa.

Outro número importante foi o de cirurgias eletivas, foram 848. O centro cirúrgico do Pedro I também foi reestruturado pela PMCG para realizar os procedimentos cirúrgicos, que são as cirurgias ginecológicas, de ouvido, nariz e garganta, vasculares, cirurgia geral e cardiologia, além de vasectomia e histerectomia.

Ao longo do primeiro semestre foram registrados ainda 718 internamentos. A maior parte de casos clínicos, seguidos das internações na UTI e os idosos da Ala Geriátrica da unidade, que tem leitos exclusivos para o atendimento a pessoas a partir dos 60 anos de idade.

“O Pedro I hoje é um dos maiores suportes da saúde em Campina Grande porque realiza desde cirurgias eletivas da alta complexidade, passando pelos exames de imagem, a consultas especializadas. Vale salientar que também realizamos exames e consultas até à noite e aos finais de semana para atender ao maior número possível de pacientes”, frisou a Secretária de Saúde, Luzia Pinto.

Fonte: Codecom
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO