Prefeitura capacita professores para uso de tablets nas escolas municipais

tablets_seducA Prefeitura de Campina Grande promove, a partir da próxima semana, a capacitação de professores da rede municipal, para o uso de tablets em sala de aula. A abertura do curso acontecerá na próxima segunda-feira, 03, às 10h, no Teatro Municipal Severino Cabral. Durante a solenidade, o prefeito Romero Rodrigues fará a entrega oficial de 270 tablets aos professores e formadores participantes da capacitação.

O curso faz parte da preparação didático-pedagógica que antecede a distribuição dos equipamentos em 50 escolas municipais, também prevista para este mês de agosto. A prefeitura adquiriu 7.904 tablets educacionais, com um investimento total de R$ 2 milhões. Receberão os equipamentos 6.686 estudantes e 262 professores. Os demais equipamentos serão mantidos em reserva técnica para casos de substituição.

A distribuição dos tablets às escolas é uma determinação direta do prefeito Romero Rodrigues e mais um compromisso de campanha cumprido. “O uso do tablet nas escolas públicas surgiu de um projeto de nossa autoria, ainda quando deputado federal e que, após ser aprovado no Congresso, passou a ser adotado pelo Ministério da Educação. É uma iniciativa inovadora que usa a tecnologia para facilitar e estimular a aprendizagem”, observa Romero.

O uso dos tablets e a ação de inclusão digital nas escolas estão integradas a uma política de requalificação da Rede Municipal de Educação. As escolas com melhor desempenho no IDEB são beneficiadas com o estímulo à conquista dos resultados através da garantia do 14° salário. Já as escolas com menor desempenho no IDEB foram atendidas também com a chegada de 120 professores recém-contratados através concurso público

Participam da capacitação 262 professores da Rede Municipal de Educação de Campina Grande que atuam em turmas do 5° ao 9º ano do ensino fundamental. A formação será conduzida pela equipe de formadores do Núcleo de Tecnologia Municipal (NTM), coordenado pela professora Antônia Oliveira.

Os tablets serão adotados como ferramenta pedagógica em todas as 28 escolas que oferecem os ciclos finais do ensino fundamental, equivalente às turmas do 6º ao 9º ano. Também serão beneficiadas as turmas do 5º ano das 22 escolas com menor nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

“Nossa estratégia será universalizar o acesso a esta tecnologia para todos os estudantes do 3° e 4° ciclos do ensino fundamental e atender ao, mesmo tempo, as escolas com menor desempenho no IDEB. Desse modo, usaremos o tablet como ferramenta pedagógica, para a melhoria dos resultados no processo de ensino e aprendizagem, nas unidades com maiores dificuldades e que precisam de mais atenção”, explicou a secretária de Educação, professora Iolanda Barbosa.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO