Prefeitura inicia segunda fase de implantação de chips em animais

 
No próximo sábado, 4, a Prefeitura Municipal de Campina Grande vai dar início à segunda fase de implantação de chips em animais de grande porte da cidade. São esperados entre 400 e 500 criadores de equinos e asininos. Na primeira etapa foram cadastrados mais de 600 bichos.

O trabalho vai ser realizado pelo Centro de Zoonoses, que vai aplicar os chips e a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos vai realizar o emplacamento das carroças. Os animais também vão receber cuidados, como vacinas e injeções nos casos necessários.O objetivo da medida é garantir o monitoramento do uso desses animais como força de trabalho. Através do chip os técnicos conseguem identificar o dono do animal cadastrado para responsabilizar os criadores em casos de maus tratos ou abandono. Com o emplacamento a STTP pretende também fiscalizar a circulação dos carroceiros para que eles não atrapalhem o trânsito nas áreas centrais. As carroças também recebem faixas refletivas para que acidentes sejam evitados.

Os donos também fazem um cadastro junto à Secretaria de Assistência Social para que sejam encaminhados ao mercado de trabalho formal, além de serem incluídos em programas de benefícios sociais aos quais possam ter direito. Os bichos serão catalogados no Programa Municipal de Registro Geral de Animais (RGA) para que o poder público tenha um maior controle dos dados referentes a esses animais.A medida atende ao que prevê a Lei Municipal 5.212/2012 que objetiva extinguir a circulação dos Veículos de Tração Animal de forma gradativa em Campina Grande até 2022.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO