Romero acompanhado do superintendente da STTP, visita sistema de gerenciamento de Zona Azul em São Paulo

O Prefeito Romero Rodrigues, acompanhado do superintendente da STTP, Félix Neto, esteve visitando na manhã desta segunda-feira, 28, o o município de Araras, no estado de São Paulo, objetivando conhecer in loco o moderno sistema tecnológico de gerenciamento das vagas de estacionamento rotativo, Zona Azul, que está em funcionamento no município há mais de um ano.

A comitiva de Campina Grande foi recepcionada pelo prefeito de Araras – Júnior Franco; e pelos secretários municipais da Administração – Bruno Roza e de Desenvolvimento – Felipe Castro. Ainda na comitiva de Romero, o gerente de Tecnologia da STTP – Gennyson Lima; e a presidente da Comissão de licitação – Polyanna Loreto.Durante a visita, a equipe da STTP ficou interessado pelo sistema inovador usado em Araras que permite a fiscalização do estacionamento com sistema virtual e a cargo da Guarda Civil Municipal, que usam aparelhos que efetuam a verificação pelo emplacamento do veículo da validade do tíquete.

“Numa agenda positiva de contatos viemos conhecer o modelo de gestão da Zona Azul da cidade de São Paulo, como também de Araras que está se tornando referência nacional. Observamos todas as tecnologias utilizadas, as quais deveremos utilizar também em Campina Grande muito em breve”, disse Romero.Outro fator importante e muito elogiado e pontuado na reunião, foi com a municipalização da Zona Azul de Araras – que oferece mais segurança aos usuários e aos comerciantes, com a presença constante da Guarda Civil Municipal para fiscalização. De acordo com dados, a atuação da GCM na Zona Azul praticamente eliminou a criminalidade na região central. Vale ressaltar que esses guardas municipais que atuam na Zona Azul foram contratados exclusivamente para essa função, ou seja, o policiamento nas demais regiões da cidade não foi afetado.

Campina Grande até conta com o serviço de estacionamento rotativo, mas totalmente administrado por entidades. No município paulista, a arrecadação da Zona Azul é revertida para pagamento das despesas operacionais e investimentos no próprio trânsito. Há também o caráter social do serviço, pois todo o valor arrecadado no segundo sábado de cada mês é revertido para o Fundo Social de Solidariedade.

Fonte: Codecom

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO