Romero participa de reunião com os futuros moradores do Aluízio Campos

Numa iniciativa da Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Secretaria de Planejamento. Gestão e Transparência (Seplan), foram realizadas nos dois expedientes desta segunda-feira, 26, no Teatro Municipal Severino Cabral, uma série de reuniões com as pessoas contempladas com casas e apartamentos no Complexo Habitacional Aluízio Campos, que conta com 4.100 unidades.

O próprio prefeito Romero Rodrigues fez questão de estar presente ao encontro, quando fez esclarecimentos às pessoas que, agora, poderão realizar o sonho de conquistar a casa própria.

O gestor destacou que a Prefeitura tem cumprido o seu papel, no sentido de garantir o direito à moradia para quem mais necessita. Mas, o necessário processo burocrático está tendo prosseguimento agora, com o cadastramento final das pessoas recentemente sorteadas junto à instituição financeira oficial, que é o Banco do Brasil.

“De fato, a lista final será oficializada pelo Banco do Brasil, que está averiguando minuciosamente a documentação de cada contemplado, verificando-se rigorosamente se foi atendido o que é cobrado pelo governo federal. Desta forma, a prefeitura realiza um trabalho de esclarecimento aos interessados por meio da promoção destes encontros, nos quais todos poderão tirar suas dúvidas diretamente junto aos técnicos e assessores da Secretaria de Planejamento”, afirmou.

De acordo com Romero Rodrigues, a lista final de quem vai morar no Aluízio Campos será apresentada, em breve, pelo Banco do Brasil. Além disso, voltou a alertar que só permanecerá nos imóveis quem realmente precisa de moradia para uso familiar, não se admitindo expedientes ou iniciativas como a venda ou a locação das unidades habitacionais. “Quem agir desta forma, perderá a casa sorteada recentemente, afinal, a meta do governo é destinar casa para quem precisa morar e não para quem quer apenas fazer dela um negócio”, acrescentou.

O prefeito campinense também garantiu que permanece a sua luta para o combate ao déficit habitacional na cidade. Prova disso, são os contatos com a Caixa Econômica Federal, objetivando a conquista de novas parcerias e recursos para o setor habitacional. Romero adiantou, porém, que fruto deste esforço mais mil unidades habitacionais serão construídas no Complexo Aluízio Campos, pois já está preparado o terreno para esta nova obra.

Outra meta é a construção de duas mil residências na região de Bodocongó, nas proximidades da famosa Praça do Amor, sendo este um projeto que fará parte do Programa Minha Casa Minha Vida (faixa 1). Conforme garantiu, esse projeto encontra-se sob a análise do Ministério das Cidades, mas o prefeito percebe grandes perspectivas de que o mesmo seja concretizado, beneficiando milhares de famílias carentes.

Etapas

Durante a manhã, foram atendidos os idosos selecionados, que no total somam 246. Já durante a tarde, foram recebidas as pessoas com deficiência (PCD) e as famílias das crianças com Microcefalia, que foram selecionadas sem sorteio, de acordo com determinação do prefeito municipal, com o aval do Ministério Público Federal.

Dentre os esclarecimentos, a equipe técnica social da Seplan explicou que o complexo Aluízio Campos integra o programa Minha Casa, Minha Vida e segue algumas regras, como a necessidade do selecionado nunca ter sido beneficiado com imóvel, ou seja, não ter cadastro no CADMUT e ter Número de Identificação Social (NIS) de outra cidade.

O secretário de Planejamento, André Agra, explicou que não é necessário levar documentos nesta etapa. Os selecionados devem ficar atentos ao dia e horário que devem comparecer ao Teatro Municipal para participar das reuniões, acessando a lista disponível no endereço www.campinagraande.pb.gov.br/aluiziocampos.

Ainda nesta segunda-feira, no turno da noite, será a vez de 350 pessoas selecionadas no sorteio do Grupo II; 25 selecionados sem sorteio, por estarem inseridos indevidamente no Cadastro de Mutuários (CADMUT); uma pessoa que foi selecionada direto do Grupo I, por atender a todos os critérios de prioridade; e os sete antigos posseiros de terra do Aluízio Campos, que foram selecionados como indenização.

As reuniões seguem nesta terça-feira (27), no turno da manhã para os selecionados no Grupo II, com colocação do número 351 ao 750; no turno da tarde, os de número 751 ao 1150; e, no turno da noite, do 1151 ao 1550.

No total, são esperadas 5.274 famílias, sendo as 4100 selecionadas mais 30% dos classificados como Lista de Espera, como determina o programa Minha Casa, Minha Vida. Mais reuniões estão agendadas para os dias 1°, 05 e 06 de março.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO