Fabio_medeiros_semiarido_forte

Secretaria de Agricultura inicia “Projeto Semiárido Forte” para garantir segurança alimentar a rebanhos

Fabio_medeiros_semiarido_forteEm mais uma ação inovadora da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri), começou a ser implantado na manhã desta quarta-feira, 17, no Assentamento Santa Cruz, o Projeto “Semiárido Forte”.

Segundo o secretário Fábio Agra Medeiros, trata-se de um projeto piloto, bancado com recursos municipais, que objetiva o cultivo de plantas adaptadas à região, garantindo-se a alimentação dos rebanhos durante todo o ano, sobretudo no período de estiagem. Até o final do governo, espera-se a implantação de unidades deste tipo em 20 das 58 comunidades rurais de Campina Grande.

Conforme explicou o secretário, trata-se de um projeto inovador e ambientalmente correto, sendo executado mediante uma parceria com os próprios agricultores de cada comunidade, que são os executores da iniciativa, contando, para tanto, com o acompanhamento de técnicos da Seagri.

Só na manhã desta quarta-feira, no lote do assentamento rural de Vando e Anaíza “dona Lola”, 15 agricultores trabalharam no plantio diversificado de palma resistente conhecida como “orelha de elefante”, além de plantas nativas da Caatinga e leguminosas adaptadas ao semiárido, destinadas a fazer sombreamento nas palmas, retenção do solo e fornecimento de forragem.

As espécies típicas da Caatinga, plantadas hoje foram catingueira, angico, aroeira, mandacarú sem espinhos, além de duas leguminosas forrageiras adaptadas: a moringa e a gliricídia.

“Neste momento inicial do projeto piloto, destinamos 115 mudas e mil raquetes de palmas, objetivando-se garantir a alimentação dos rebanhos. Tudo isso, com certeza, será levado a outras comunidades, dando-lhes independência e autonomia”, afirmou Fábio.

Segundo ele, haverá também a realização de dias de campo no Assentamento Santa Cruz e visitas de intercâmbio com a presença de agricultores de outras comunidades rurais. Busca-se, com isso, demonstrar aos demais agricultores campinenses que é viável o desenvolvimento sustentável no campo.

“É importante frisar que já distribuímos cerca de 170 mil raquetes de palmas resistentes a pragas ao longo do primeiro governo do prefeito Romero Rodrigues, mas além desta distribuição em larga escala, almejamos, agora, fazer uma produção mais concentrada”, acrescentou Fábio Agra Medeiros.

Este tipo de ação tem o todo aval dos agricultores que participaram do lançamento do projeto, a exemplo de Vando Henrique. “Temos, enfim, com este trabalho, a esperança de segurança alimentar e de suporte forrageiro para o nosso rebanho”, destacou ele, agradecendo igualmente a atenção que o prefeito Romero Rodrigues tem dado à zona rural de Campina Grande.

Fonte: Codecom

Print Friendly
Criar PDF    Enviar artigo em PDF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO