Secretaria de Saúde inicia ações sobre saúde do trabalhador no Abril Verde

saude_trabalhadorA Secretaria de Saúde de Campina Grande inicia a partir da próxima quinta-feira, 9, uma série de ações de promoção e vigilância à saúde do trabalhador. As atividades fazem parte da campanha “Abril Verde”, que segue até o dia 28 deste mês, data em que é celebrado o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. Durante todo mês serão desenvolvidas ações relativas ao assunto nos principais serviços municipais de pronto atendimento.

A programação começa na quinta-feira, às 16h, com uma mesa-redonda de discussão sobre vigilância em saúde do trabalhador na Unidade de Pronto Atendimento, a UPA, no bairro Alto Branco. Esta ação acontecerá, ainda, nos Hospitais Antônio Targino no dia 16, e no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, no dia 23, tendo como público alvo os trabalhadores de saúde dos referidos estabelecimentos.

Na semana de 27 a 30 de abril também será feita uma busca por profissionais e pacientes que estejam passando por algum problema de saúde em função de alguma atividade ligada ao trabalho nestas três unidades hospitalares.

No dia 28 de abril, data alusiva às vítimas de acidentes e doenças de trabalho, serão oferecidos vários serviços para a comunidade na Praça da Bandeira, no centro da cidade, como teste de glicemia, testes rápidos de HIV, de tuberculose e hepatite, aferição de pressão arterial, orientação nutricional, conferência de peso e altura; emissão do cartão SUS, orientações previdenciária e trabalhista e ações de beleza como corte de cabelo e pintura de unhas para as mulheres.

As atividades são coordenadas pelo Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador de Campina Grande -– Cerest-CG, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, articulado com vários parceiros, como Ministério Público do Trabalho (MPT); Serviço Especializado em Saúde e Medicina do Trabalho (SESMT) da Universidade Estadual da Paraíba; sindicatos de classes, entre outros órgãos e entidades representativas dos trabalhadores.

“A ideia é acompanhar os trabalhadores de várias classes que estejam internados ou que dão entrada nas unidades hospitalares para orientar quanto aos problemas de saúde e às questões trabalhistas também. Além disso, vamos monitorar a saúde das pessoas que estão trabalhando nestes serviços, nestes hospitais”, disse a Coordenadora do Cerest, Ana Karla Souto.

CEREST – O Centro funciona ajudando a Rede de Serviços do SUS como uma retaguarda técnica, ou seja, promovendo o atendimento paralelo ao trabalhador nos casos em que é necessário, retirando-o da Rede e dando atenção focada nas demandas do trabalhador. Neste sentido, são atendidos todos os trabalhadores (formais, informais, do serviço público ou privado), desempregados, aposentados e menores de idade em situação de trabalho ou estágio. O Cerest Campina Grande é regionalizado, atendendo aos trabalhadores de 70 municípios da região. No local, os usuários dos serviços são atendidos por uma equipe multidisciplinar que compreende desde médico, enfermeiro, assistente social, até advogados do setor jurídico. Qualquer trabalhador pode buscar o serviço diretamente. Quando não, ele é encaminhado da Unidade Básica de Saúde (UBS) ou da própria Rede de Serviços do SUS, como um hospital, ou da empresa, ou de órgãos como INSS e MTE. No Cerest o trabalhador consegue obter serviços de outros órgãos ligados à classe, como marcação de perícia do INSS ou então encaminhamento de demandas do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). É bom esclarecer que o Cerest não é um local de reabilitação para trabalhadores  em situação de licença, doença ou encostamento, podendo fazê-lo em casos  específicos, mas se trata de um espaço que acompanha o trabalho de forma ampla, visando a todas as esferas: trabalhista, humana, social, de saúde. Cabe também ao Centro a inspeção em ambientes de trabalhos, além de ações educativas. O Cerest de Campina Grande atende mais de 40 pessoas por semana em média.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO