Semana da Consciência Negra começa na segunda-feira

criancas_rede_municipal_consciencia_negraTem início na próxima segunda-feira (14), a Semana da Consciência Negra e de Ação Antirracista, em Consonância com a Lei Municipal nº 5.337/2013 promovida pela Secretaria de Educação da Prefeitura de Campina Grande. A semana que se estenderá até o dia18, este ano tem como tema “Ultrapassando as fronteiras do preconceito étnico-racial: dialogando com a práxis educativo-coletiva”.

A semana tem como objetivo promover ações educativa e coletiva que articulem escola e comunidade na perspectiva de apoio às unidades educacionais da Rede Municipal de Ensino de Campina Grande. Além de garantir o estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena nos estabelecimentos de ensino fundamental e de ensino médio, públicos e privados a partir de uma prática coletiva dialógica, por meio da implementação das da Leias 10.639/2003 e nº 11.645/2008.

Uma vasta programação foi preparada para a semana. De 14 a 18, Estudo e vivência da Cultura Africana e Afro-Brasileira, nas escolas da Rede Municipal de Ensino, de 7h as 11h20, das 13h às 17h20 e das 19h às 21h20.

Dias 16 e 17 de novembro, Salão de exposição “Trançando a Rede da Diversidade: discutindo práticas, compartilhando saberes a partir da Lei nº 10.639/2003”, no hall do Centro Cultural Lourdes Ramalho, das 8h às 21h. Estarão expondo os seus trabalhos a Escola Municipal Maria Salomé Alves dos Santos (Literatura Afro-brasileira: vivências na escola); Creche Municipal Alcide Cartaxo (Cultura Afro-brasileira: somos parte dessa história); Paraíba Negra: Mulheres de Quilombo (fotos, peças de cerâmica e estandartes).

SEMINÁRIO – O II Seminário Diversidade Étnico-Racial: discutindo práticas, compartilhando saberes será realizado no dia 17 de novembro, no auditório do CTE – Centro de Tecnologia Educacional Professor Severino Loureiro, a partir das 19h.

A abertura será feita pela secretária de Educação, Iolanda Barbosa da Silva, em seguida acontecerá o pré-lançamento do livro “Ubuntu Interfaces de Saberes e Práticas Educacionais à Luz das Leis nº 10.639 e 11.645”.

Às 19h50, Mesa Dialógica com a participação dos comunicadores: professora Patrícia Cristina de Aragão Araújo, da Universidade Estadual da Paraíba, professor Moisés Alves da Silva, especialista em Educação para as Relações Étnico-Raciais e Membro do Movimento Negro da Paraíba. Rosenberg Alves Pequeno, Mestre de Capoeira e Coordenador do Projeto Capoeira nas Escolas; Evaldo Batista dos Santos – contramestre da Associação Cultural Badauê, professor de capoeira nas Escolas; Marcos Antônio Batista – Mestre Sabiá.

A partir das 20h40 começa os relatos de experiência de atividades realizadas nas unidades educacionais referente à temática Étnico-Racial. Escola Municipal Francisca Zena Brasileiro (Conhecendo a questão Afro-Brasileira, com os professores José Alves de Sousa e Joselma Dionísio Cunha); Escola Municipal CEAI Dr. Elpídio de Almeida (África: Contos, cantos e encantos: descobrindo nossas raízes, com a professora Maria Conceição dos Santos); e a Escola Municipal Tertuliano Maciel – Queimadas com o tema: Afro Sim Sinhô: nossa história, nossa cor.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO