SEMAS e MPPB discutem diagnóstico social para população LGBT em Campina

Na última terça-feira (07) aconteceu na sede do Ministério Público do Estado da Paraíba uma reunião que contou com membros do MPPB, na pessoa do promotor Antonio Barros Pontes, representantes da Universidade Estadual da Paraíba e a Coordenação de Políticas Públicas para LGBT da Secretaria de Assistência Social de Campina Grande (SEMAS). Durante semanas que antecederam o encontro, membros da SEMAS já se reuniam para alinhar pautas para serem abordadas e discutidas nesta reunião.

Anteriormente já havia acontecido uma reunião entre as partes para a formulação de uma pesquisa que efetuasse um diagnóstico da população LGBT na cidade de Campina Grande, visando ter um levantamento sobre as condições de vida desse público na cidade, bem como identificar a realidade social e econômica com a finalidade de formular políticas públicas voltadas para essa população, bem como saber onde estão localizados os maiores problemas sociais.

Nesta segunda reunião foram alinhados juntamente com o MPB e UEPB a formulação de uma reunião geral com entidades, instituições e pessoas físicas para que possam ser debatidos eixos de discussões sobre a problemática LGBT em Campina Grande, bem como definir os executores de ações e colaboradores, visando um melhor proveito da ação, através de um trabalho conjunto com entidades e instituições ligadas ao meio social.

Atualmente não existe um diagnóstico completo sobre fatores econômicos, sociais e violações de direitos do público em questão, fazendo-se necessário assim uma pesquisa aprofundada, feita por uma instituição reconhecida como a UEPB. Os dados coletados servirão para uso de outras secretarias que formulam atividades como a Saúde e Educação.

A Secretaria de Assistência Social, Eva Gouveia, destacou a importância de apoiar políticas que busquem a melhoria da qualidade de vida das pessoas. “Esse levantamento tem total apoio da SEMAS, pois através de pesquisas como essa, poderemos focar nos problemas identificados e buscar melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. Destacou Eva Gouveia.

As datas do Evento de discussão para a implementação do diagnóstico social estão sendo estudadas e serão divulgadas pela SEMAS ainda neste mês de agosto, visando um evento que possa levantar e alinhar tudo que será feito nas pesquisas futuramente.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO