Semas qualifica técnicos no atendimento LGBT

A Secretaria de Assistência Social de Campina Grande promove atendimento qualificado nas unidades dos Centros de Referência em Assistência Social – CRAS e Centro de Referência Especializado em Assistência Social – CREAS, à população LGBT, através da parceria promovida pela Coordenação de Ações Públicas para População  LGBT por meio da Diretoria de Proteção Social Básica e o Departamento de Psicologia da Universidade Estadual da Paraíba- UEPB, pela Professora Doutora Jadcely Rodrigues e do estudante de psicologia Pedro Augusto.

Os profissionais de psicologia e estagiários das unidades participaram de capacitações continuadas voltada para especificidade do acolhimento das demandas e compreensão da atenção voltada a população travestis e transexuais além da discursão sobre políticas públicas direcionada a esse público. Funciona como um articulador de uma rede de proteção de direitos a população LGBT.

Segundo o coordenador das Ações Públicas para a População LGBT Mário Fernandes, o entendimento da garantia dos direitos pelos técnicos da assistência, minimiza as vulnerabilidades que o público está submetido.” A exemplo do uso do nome social na elaboração de fichas de atendimento e relatórios, é o nome pelo qual os transexuais e travestis ou qualquer outro gênero prefere ser chamado. A partir desse entendimentos dos técnicos dos CRAS E CREAS aproximam as famílias e os usuários, garantindo seus direitos.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO