Seplan divulga datas de reuniões com sorteados aptos para casas e apartamentos do Complexo Aluízio Campos

A Secretaria de Planejamento, Gestão e Transparência da Prefeitura de Campina Grande divulgou nesta terça-feira, 24, as datas das reuniões informativas com os sorteados considerados aptos para casas e apartamentos do Complexo Aluízio Campos, após a análise feita pelo banco financiador. As reuniões acontecem já nesta quarta-feira, 25, e também nos dias 1º e 7 de agosto, no Teatro Municipal Severino Cabral, nos turnos da manhã, tarde e noite, por ordem alfabética, seguindo o cronograma disponível no link: http://campinagrande.pb.gov.br/aluizio-campos/.

O secretário de Planejamento, André Agra, explicou que nem todas as pessoas tiveram seus documentos analisados até o momento. “Estamos divulgando listas parciais, a medida em que vamos recebendo o retorno do banco, mas decidimos iniciar as reuniões, para dar celeridade e continuidade ao processo”, disse.Segundo Agra, as próximas etapas até a entrega das casas são: reuniões informativas até que todos os sorteados sejam analisados; sorteio de cada unidade habitacional (saber o número da casa que cada um vai ficar); vistoria das unidades; assinatura dos contratos e, por fim, a entrega das chaves.

Até o momento foram divulgadas três listas de compatíveis para casas, totalizando 1.968 pessoas aptas para este tipo de imóvel e outras duas listas de aptos para apartamentos, totalizando 691 pessoas.

Denúncias e substituição pela lista de espera – Das denúncias recebidas pela Seplan, após o sorteio, já foram analisadas 199, das quais foram desclassificadas 87 pessoas e 112 continuam no processo. Vale ressaltar que se a pessoa foi considerada apta pelo banco, mas foi desclassificada após denúncia analisada pela Seplan, ela será eliminada do processo, abrindo vaga para as pessoas com nomes na lista de espera.

André Agra explicou ainda, que nem todas as pessoas que estão na lista de espera serão chamadas. “Apenas o quantitativo necessário para cobrir as pessoas que estão sendo eliminadas do processo e dentro do limite de 30% das unidades habitacionais, de acordo com as regras do programa Minha Casa Minha Vida”, detalhou.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO