STTP implanta abrigos de paradas de ônibus e disponibiliza calçadas com rampas para acessibilidade, além de georreferenciar localização no Google Maps

Para quem utiliza transporte coletivo, a qualidade e segurança nas estruturas dos pontos de ônibus são essenciais para os dias de sol forte e de chuva, e os novos equipamentos instalados pela Prefeitura de Campina Grande, através da STTP, estão sendo  produzidos em estrutura de ferro, com coberturas bem resistentes, e contam com bancos que garantem comodidade aos usuários, e inclusive, garantindo espaço de acessibilidade para usuários com deficiência física.

Campina Grande conta hoje com 39 linhas de ônibus, e na busca de oferecer um melhor conforto aos usuários do transporte coletivo da cidade, a STTP já implantou neste primeiro semestre 36 novos abrigos e revitalizando outros 13, inclusive substituindo algumas estruturas de concretos que estão oferecendo perigo aos usuários. 

De acordo com o superintendente Félix Neto, “o critério é dar abrigo a pontos de embarque e desembarque com maior movimentação de passageiros, nos bairros e na área central. Há, no entanto, pontos em bairros mais afastados que também merecem receber o beneficio, e estamos trabalhando para que isso ocorra, inclusive dentro da nova padronagem de abrigos com acessibilidade dispondo de rampa, calçada, e espaço para que cadeirantes fiquem acomodados, trazendo mais conforto aos usuários do sistema”, disse o dirigente.

O sistema de transporte conta hoje com 1960 pontos mapeados de embarque/desembarque de transporte coletivos, e destes 860 dispõe de abrigos. A meta para 2018 é de instalar aproximadamente 100 novos equipamentos em locais estratégicos da cidade, inclusive com as demandas dos distritos de Galante, São José da Mata e Catolé de Boa Vista, numa ação em parceria com o SITRANS, através dos consórcios Santa Maria e Santa Verônica.

Os novos equipamentos já foram instalados em trechos como: Rua Dr. Severino Cruz; Rua Oswaldo Cruz (Centenário); Rua Estelita Cruz, em frente ao Seminário (Alto Branco); Rua do Sol (Sta Rosa); Av. Dinamérica, em frente ao INSS, Av. Floriano Peixoto – trecho do condomínio SerraVille, no antigo Hospital de Trauma, e próximo à rotatória para a Av. Dinamérica; Rua Carmelita Silva Araújo (Cinza); BR-230 e  Sítio Castelo – São José da Mata; Rua Josino Agra (José Pinheiro) – Vizinho a Casa da Benção; Av. das Nações (Bairro das Nações); Rua Floripes Coutinho, Escola Redentorista, e Rua Portugal – ao lado do Açude de Bodocongó, dentre outros.

Vandalismo – A STTP tem recebido inúmeras solicitações para implantação de novos abrigos, mas, devido ao crescente índice de vandalismo, muitos pedidos deixam de ser atendidos porque os recursos que deveriam ser utilizados para instalação de novas unidades precisam ser destinados à recuperação e manutenção dos que já foram instalados.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO