Superintendente da STTP participa em Goiás de plenária que discutiu o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito

A abordagem sobre trânsito passou a ser pauta da Organização das Nações Unidas (ONU), pelo alto índice de acidentes com mortes no trânsito. E, na tarde desta terça-feira, 22, o superintendente da STTP – Félix Neto, na condição de representante dos Órgãos Executivos Municipais, participou de uma Audiência Pública para discutir o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito – o Pnatrans, à convite do diretor geral do Denatran – Mauricio Alves.

O assunto trânsito hoje é de extrema necessidade mundial e o debate foi focado na participação da sociedade na formulação de propostas relativas ao Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito. O Brasil gasta por ano R$ 56 bilhões com acidentes de trânsito, segundo estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV). A plenária foi realizada no Auditório do Departamento de Trânsito de Goiás (Detran Go), na Cidade Jardim, em Goiânia. Oportunamente na sua fala, Félix Neto fez uma apresentação do recente relatório divulgado pela STTP, com os dados positivos de redução de acidentes e disse que: “a participação da representação de Campina Grande no evento, foi mais uma oportunidade de se destacar no cenário nacional em um tema que atinge diretamente a vida de todas as pessoas, apontando caminhos inovadores numa demonstração inequívoca a prioridade da Prefeitura com esse tema de grande alcance social”.

Os objetivos da realização dessas plenárias é o de unir esforços das entidades e reduzir a violência no trânsito. Nesse sentido, as instituições federais, estaduais e municipais, em atuação no Estado, devem executar medidas de fiscalização, melhoria da malha viária, investimentos na formação dos condutores e educação para o trânsito, contribuindo ainda com alterações normativas, buscando um ordenamento lógico para compreensão natural da sociedade em relação aos direitos e deveres na circulação de todos, sejam pedestres, ciclistas, motociclistas e condutores de veículos automotores.O debate contou privilegiada participação de várias autoridades do Sistema Nacional de trânsito, a exemplo do presidente do Denatran, Maurício José Alves Pereira, do diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Renato Borges Dias, do presidente do Conselho de Trânsito de Goiás (Cetran-GO), Horácio Mello, do presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), Flávio Murilo Prates, e também de representantes de órgãos do poder público e da sociedade em geral.

Fonte: Codecom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO