Um passeio de 4 patas e 1 objetivo: O cuidado e adoção de animais de rua

Com intuito de conscientizar as pessoas a adotarem animais, a “Cãominhada” teve sua concentração em um dos principais pontos turísticos da cidade, o Açude Velho. A linha de chegada da caminhada foi na pirâmide do Parque do Povo, onde reuniu em média 50 amiguinhos peludos junto aos seus donos. O evento que está em sua segunda edição aconteceu no penúltimo dia do Maior São João do Mundo (07), com muito “arrasta patas”, sorteios de brindes e concurso de melhor traje junino.
Voluntário Matheus Neves e um dos animais em busca de um lar.

Voluntário Matheus Neves e um dos animais em busca de um lar.

O evento é realizado pelo Clube 4 patas em parceira com a Secretaria de Esporte. Segundo a organizadora da Cãominhada, Kalina Araujo, a 4 Patas realiza trabalhos de proteção e cuidados aos animais que não possuem lar em Campina Grande à 7 anos e com a parceria da Secretaria, deram início à movimentos de conscientização popular para os cuidados e adoções dos animais de rua. “O Zoonose não é lugar para um animal. O lugar deles é em uma casa”, afirma Kalina que acompanha todos os projetos de proteção animal e conta ter 170 animais esperando por um lar.

Cassandra Fernandes, protetora de animais, também está sempre engajada nos projetos que envolvem o bem estar animal. Trabalha com a confecção de roupas e acessórios para pets e está há 3 anos atuando junto com a 4 Patas e com o Centro de Zoonose da cidade, mas seu amor aos peludos vem de muito cedo. “Quando eu era criança, se eu visse um gatinho, um cachorrinho na rua, eu queria levar eles para casa”, relata ela que hoje, tem 22 animais, sendo eles, 15 gatos e 7 cachorros resgatados das ruas.

Concurso dos pets na pirâmide do Parque do Povo.

Concurso dos pets na pirâmide do Parque do Povo.

A médica Vaneide Lopes, é um exemplo de que fazer o bem, não tem hora e nem lugar. “Eu ajudo os animais de rua. Ando com água e ração no carro. Se eu vejo um animal que está com fome e com sede, eu paro e ajudo. Já peguei animais atropelados de rua e levei para as clínicas veterinárias”, conta. Ela adotou essa prática há mais de 5 anos e estava presente junto com sua filha, Flávia Lima, e seu filho peludo de 6 anos, o Bob, no seu primeiro ano de cãominhada. “É o dia mais feliz da vida dele”, brinca ela.

A equipe do Repórter Junino encontrou durante o evento Matheus Neves, estudante e voluntário do Clube 4 Patas: “Sempre fui apaixonado pelos animais, e sempre lutei pelos animais abandonados, no caso os vira-latas – SRD (Sem Raça Definida)”. O estudante também salientou a visibilidade que a causa animal vem ganhando, conseguindo cuidar e castrar mais animais. O projeto conta com palestras voltadas para o público infantil das escolas sobre o cuidado animal.

Para participar do evento, os donos dos pets realizam inscrições no valor de R$10 reais e todo o valor arrecadado será revertido para as despesas dos animais que ainda não possuem lar, como rações, castrações e higienização. Além de toda a confraternização entre os donos e seus animais, o evento também incentivou a adoção consciente, no local esteve presente alguns animais que estão em busca de um lar.

Fonte: Codecom

Materia: Repórter Junino

Campina Grande, 8 de julho de 2018  ·  Escrito por Iara Lima e Pollyane César  ·  Editado por Victória Lôbo  ·  Fotos de Fernanda Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO